Dieta, Receitas

8 Motivos Para Tomar Kombucha Todos os Dias

comprar-kombucha-comprar-kombucha-online-8-Motivos-Para-Tomar-Kombucha-Todos-os-Dias

8 Motivos Para Tomar Kombucha Todos os Dias

Conhecida como o “Elixir da Saúde Imortal” pelos chineses e originário do Extremo Oriente por volta de 2 mil anos atrás, a Kombucha é uma bebida com incríveis benefícios para a saúde incluindo desde a saúde cardíaca, até a cerebral e (principalmente) intestinal. Como essa bebida antiga pode fazer uma diferença tão grande em seu corpo? Graças ao processo de fermentação envolvido na criação da Kombucha,ela contém uma grande quantidade de bactérias saudáveis conhecidas como probióticos. Essas bactérias agem em seu trato digestivo e auxilia seu sistema imunológico, ao passo que absorve os nutrientes e combate infecções e doenças. Já que 80 por cento do seu sistema imunológico está localizado em seu intestino, e que o sistema digestivo é a segunda maior parte do seu sistema neurológico, não é uma surpresa que o intestino seja considerado o “segundo cérebro”. Tomar Kombucha todos os dias pode ajudá-lo a manter uma imunidade ideal, o que desencadeia uma quantidade impressionante de benefícios para a sua saúde, de forma geral.

comprar-kombucha-comprar-kombucha-online-8-Motivos-Para-Tomar-Kombucha-Todos-os-Dias-scoby

O Que É a Kombucha?

A Kombucha é uma bebida fermentada consistente de chá preto e açúcar (de várias fontes, incluindo cana de açúcar, frutas ou mel) que é utilizada como um alimento funcional e probiótico. Ela contém uma colônia de bactérias e levedura que são responsáveis por iniciar o processo de fermentação assim que são combinadas com o açúcar. Após a fermentação, a kombucha se torna carbonada e passa a conter vinagre, vitaminas B, enzimas, probióticos e uma alta concentração ácida (ácidos acético, gluconato e lático). Essas bactérias são conhecidas como “bactérias produtoras de celulose”, o que quer dizer que elas produzem celulose, que age como um escudo para as células. A solução de chá açucarado é fermentada pela bactéria e a levedura conhecidas como “SCOBY” (Do inglês, colônia simbiótica de bactéria e levedura). Ainda que seja geralmente feita com chá preto, a kombucha também pode ser feita com chás verdes. Ao contrário de afirmações comuns, uma SCOBY não é um cogumelo de kombucha. Você pode comprar Kombucha online em lojas de boa qualidade.

Kombucha de boa qualidade pode ser comprada online por um preço razoável e pode ajudar com sua saúde. Algumas pessoas fazem Kombucha caseira. Outras pessoas a acham um substituto mais saudável para refrigerantes, já que ela satisfaz a vontade de tomar uma bebida gaseificada. Existem, ainda, algumas variedades com sabores de refrigerante mas atente-se ao conteúdo de açúcar.

Os seguintes probióticos estão incluídos nesse elixir de saúde:

  • Gluconacetobacter (Mais de 85 por cento na maioria das amostras)
  • Acetobacter (Menos de 2 por cento)
  • Lactobacillus (Até 30 por cento em algumas amostras)
  • Zygosaccharomyces (Mais de 95 por cento)
4-Formas-em-que-o-Magnésio-Pode-Mudar-Sua-Vida

Informações Nutricionais Sobre a Kombucha

As pessoas às vezes se preocupam com as calorias da kombucha. Ainda que as informações nutricionais difiram entre as marcas e as bebidas feitas em casa, aqui está um resumo do que uma marca popular inclui em uma garrafa de 450 ml de kombucha orgânica não-pasteurizada:

  • 60 calorias
  • 20 miligramas de sódio
  • 14 gramas de carboidratos
  • 4 gramas de açúcar
  • 100 microgramas de fosfato  (25 por cento do valor diário)
  • 34 gramas de riboflavina / vitamina B2 (20 por cento do valor diário)
  • 0,4 miligramas de vitamina B6 (20 por cento do valor diário)
  • 0,3 miligramas de tiamina / vitamina B1 (20 por cento do valor diário)
  • 4 miligramas de niacina / vitamina B3 (20 por cento do valor diário)
  • 1,2 microgramas de vitamina B12 (20 por cento do valor diário)

A Kombucha Pasteurizada ou Não-Pasteurizada É boa para você?

Existem debates sobre os benefícios da kombucha não-pasteurizada por conta da noção dos séculos XX e XXI de que a pasteurização torna as bebidas “mais saudáveis”. Isso não é verdade para o leite, e o mesmo ocorre com a kombucha. A bactéria morta durante o processo de pasteurização é a mesma que pode auxiliar seu intestino a funcionar mais eficientemente. A “kombucha pasteurizada” poderia ser chamada de “Chá sabor kombucha” porque os benefícios da bactéria saudável foram perdidos durante o processo. Uma consideração é que a kombucha pasteurizada não é continuamente fermentada. Isso quer dizer que se um produto comercial de kombucha não pasteurizada for deixado na prateleira por tempo suficiente, o teor alcoólico (inicialmente abaixo dos 0,5 por cento para a maioria dos produtos) pode subir um pouco. Certifique-se de comprar kombucha de fontes confiáveis e bebê-la dentro de um período relativamente curto após sua compra. Se você fizer a kombucha caseira, as mesmas regras se aplicam.

8 Benefícios da Kombucha

Existem debates sobre os benefícios da kombucha não-pasteurizada por conta da noção dos séculos XX e XXI de que a pasteurização torna as bebidas “mais saudáveis”. Isso não é verdade para o leite, e o mesmo ocorre com a kombucha. A bactéria morta durante o processo de pasteurização é a mesma que pode auxiliar seu intestino a funcionar mais eficientemente. A “kombucha pasteurizada” poderia ser chamada de “Chá sabor kombucha” porque os benefícios da bactéria saudável foram perdidos durante o processo. Uma consideração é que a kombucha pasteurizada não é continuamente fermentada. Isso quer dizer que se um produto comercial de kombucha não pasteurizada for deixado na prateleira por tempo suficiente, o teor alcoólico (inicialmente abaixo dos 0,5 por cento para a maioria dos produtos) pode subir um pouco. Certifique-se de comprar kombucha de fontes confiáveis e bebê-la dentro de um período relativamente curto após sua compra. Se você fizer a kombucha caseira, as mesmas regras se aplicam.

1) Auxilia na prevenção de uma série de doenças.

Enquanto muitas afirmações sobre saúde em relação à kombucha focam na forma com que ela recupera seu intestino (o que, por si só, já contribui para uma melhor imunidade), existe também uma quantidade bem fundamentada de evidências de que a kombucha contém antioxidantes poderosos e que ela pode te auxiliar na desintoxicação de seu corpo e na proteção contra doenças. Relacionado a esse poder de combate a doenças está a forma com que esses antioxidantes auxiliam na redução da inflamação, na raiz de muitas doenças. Essa redução de inflamações, além da qualidade detox é provavelmente um motivo pelo qual a kombucha pode potencialmente reduzir o risco de alguns cânceres.

Uma razão para que isso ocorre é porque os antioxidantes reduzem o stress oxidativo que pode danificar as células, até no nível do DNA. Ser exposto a muitos alimentos processados e substâncias químicas em seu ambiente pode levar a esse stress, que por sua vez contribui a inflamações crônicas. Enquanto o chá preto comum contém antioxidantes, pesquisas sugerem que o processo de fermentação da kombucha cria antioxidantes que não estavam presentes no chá preto, como o ácido sacárico. A kombucha pode influenciar especificamente a atividade de dois antioxidantes conhecidos como glutationa peroxidase e a catalase. Também foi descoberto que ela contém isorhamnetina, uma metabólito da quercetina, em Dezembro de 2016. A Quercetina é associada à longevidade e a importantes propriedades anticâncer. Uma pesquisa da Universidade da Letônia em 2014 afirma que beber chá de kombucha pode ser beneficial para muitas infecções e doenças por conta de quatro propriedades principais: desintoxicação, anti-oxidação , potenciais energizantes e a promoção da imunidade.

2) Apoia a saúde intestinal.

Naturalmente, a proeza antioxidante deste chá antigo contra ataca os radicais livres que fazem mal ao sistema digestivo. No entanto, a maior razão pela qual a kombucha auxilia na digestão é seu alto nível de ácido beneficial, seus probióticos, aminoácidos e enzimas. Algumas pesquisas demonstraram a habilidade da kombucha ao prevenir e tratar úlceras estomacais. A kombucha também pode evitar que a levedura do tipo candida se prolifere dentro do intestino ao restabelecer o equilíbrio no sistema digestivo, com culturas vivas de probióticos que auxiliam a repopular o intestino com bactérias boas enquanto combate a levedura do tipo candida. Ainda que a kombucha contenha bactéria, essas não são bactérias prejudiciais ou patógenas. Ao invés disso, elas são bactérias de um tipo benéfico (chamadas de “apatógenas”) que competem com as bactérias patógenas “más” no intestino e no trato digestivo. Infecção por levedura do tipo candida e outros problemas digestivos podem ser situações complicadas de se resolver, e os sintomas podem piorar antes que melhorem. Se você sente que a kombucha  está aumentando o problema, considere que problemas intestinais nem sempre tem uma saída simples e às vezes um pouco de paciência além de tentativa e erro são necessários.

3) Pode ajudar com seu estado mental.

A kombucha pode ajudar não só com sua digestão; Ela também pode proteger sua mente. Uma forma de conseguir esse efeito é por conta das vitaminas B que ela contém. Vitaminas B, em particular a vitamina B12, são conhecidas por aumentar os níveis de energia e contribuir para uma saúde e bem-estar mentais. O alto teor de vitaminas B12 é uma razão para que alguns suplementos contenham produtos de kombucha secos. A função de reparação intestinal da kombucha também cumpre um papel na saúde mental. A depressão pode ser um grande sintoma de intestino irritável, especificamente pela forma com que a má permeabilidade intestinal contribui para inflamações. Um estudo de 2012 publicado na Biopolymers and Cell examinou a kombucha como um produto alimentício funcional para a exploração espacial de longo prazo (sim, você leu isso certo). Junto com diversas outras características, a capacidade da kombucha de regular a “comunicação do eixo cérebro-intestinal” sugere que ela seria útil ao prevenir ou minimizar os efeitos da ansiedade e da depressão, particularmente em astronautas e outras pessoas sob condições de trabalho extremas.

4) Beneficial para os pulmões.

Um benefício (provavelmente) inesperado da kombucha é seu uso como um método de tratamento em potencial para a silicose, uma doença pulmonar causada pela exposição constante a partículas de sílica. Cientistas chineses descobriram que a inalação de kombucha poderia ser uma forma de tratar essa e outras doenças pulmonares causadas pela inalação de materiais perigosos. Com isso, recomenda-se que você bebesse a kombucha ao invés de inalá-la.

5) Uma agente bactericida poderosa.

Isso parece ser um pouco contra intuitivo, não é? Mas é verdade – por conta do tipo de bactéria encontrado na kombucha, beber as culturas vivas na realidade destrói as bactérias ruins responsáveis por infecções. Em estudos de laboratório, Foi descoberto que a kombucha tem efeitos bactericidas contra a infecção estafilocócica, E. coli, Sh. sonnei, dois tipos de salmonella e Campylobacter jejuni.

A última dessas é provavelmente a causa mais comum de intoxicação alimentar nos Estados Unidos. Esta pode ser seguida por uma condição chamada de síndrome de Guillain-Barré, onde o sistema imunológico ataca o sistema nervoso. Por causa de sua periculosidade enorme de infecções alimentares e custo alto de tratamento, a FDA (Agência Federal Americana de Alimentos e Drogas) está muito interessada no métodos em potencial de tratamento para a C. jejuni.

6) Ajuda no combate às diabetes.

Ainda que alguns usuários se posicionem contra o uso da kombucha por pessoas diabéticas, algumas pesquisas parecem sugerir exatamente o oposto. Assumindo-se, claro, de que você não está consumindo kombucha com um alto teor de açúcar. Particularmente por conta das funções antioxidantes da kombucha, ela parece ajudar a aliviar sintomas da diabete, e de forma mais eficaz do que o chá preto antidiabético do qual é fermentada. Isso parece ser especialmente verdadeiro em termos de funções hepáticas e renais, que são geralmente fracas em pessoas com diabetes.

7) Boa para o sistema cardiovascular.

A kombucha foi considerada beneficial ao coração por um tempo, mas esforços de pesquisa nessa área têm sido escassos. No entanto, parece claro que, em animais, a kombucha abaixa os níveis de triglicerídeos, além de regular naturalmente o colesterol.

8) Te ajuda a manter um fígado mais saudável.

Já que a função do fígado é a de filtrar e de converter compostos prejudiciais, ele é um componente vital na digestão e para a saúde. Os antioxidantes da kombucha podem proteger o fígado do stress oxidativo e do dano induzido pela overdose de acetaminofeno.

Como Fazer a Kombucha

A Kombucha é simples de ser feita. Nós recomendamos que você tente porque preparar sua própria kombucha não-pasteurizada é bastante recompensador quando você considerar o custo de comprar garrafas em lojas. Aqui está uma receita simples para fazer sua própria kombucha caseira. Essa receita resulta em por volta de oito copos de kombucha, mas você pode dobrar a receita para fazer mais, e você só precisará de um disco SCOBY. Você pode facilmente comprar discos SCOBY online.




Armazenando a Kombucha

Uma vez que sua kombucha caseira estiver pronta (ou que você tenha retornado da loja) é recomendado que você a guarde em uma garrafa ou jarra de vidro transparente com uma tampa firmemente fechada, preferivelmente que não seja de metal, se você tiver essa opção. Garrafas plásticas podem inchar ou endurecer e a cor de jarras tingidas pode afetar a bebida. Ao engarrafar a kombucha, deixe dois centímetros e meio ou menos de ar no topo da garrafa. Isso deve permitir uma quantidade apropriada de carbonatação. É importante que a garrafa nunca seja agitada ou a kombucha pode estourar o recipiente. Segure a tampa coma  sua mão inteira ao abrir para evitar que ela abra inesperadamente. Certifique-se de refrigerar sua kombucha quando estiver pronta para estender sua data de validade. Se você adicionar sabor, considere isso ao guardar a kombucha. Por exemplo, frutas frescas estragam dentro da kombucha muito antes da bebida.

Receita de Kombucha

Rende: 8 copos

Você precisará:

  • 1 pote grande de vitro ou de metal ou uma cumbuca com uma abertura larga

Evite utilizar uma jarra ou cumbuca de plástico porque as substâncias químicas do plástico podem ser absorvidas pela kombucha durante o período de fermentação. Potes de cerâmica podem causar a absorção de chumbo pela kombucha uma vez que o ácido entra em contato com o revestimento da cerâmica. Procure por uma jarra/cumbuca/recipiente de metal ou vidro e certifique-se de que a abertura é larga o suficiente para permitir que bastante oxigênio chegue à kombucha enquanto ela fermenta.

  • 1 pedaço grande de pano comum ou pano de prato

Amarre esse material ao redor da abertura da jarra com um elástico. Não use pano para queijo, porque ele permite que partículas passem por ele. Você pode até usar uma camiseta de algodão fina que você não usa mais ou um pano simples de algodão de qualquer loja têxtil.

  • 1 disco SCOBY

Você pode encontrar discos SCOBY em lojas de alimentos saudáveis ou online por preços relativamente baixos. Um disco SCOBY pode ser selado a vácuo em uma pequena embalagem e enviado diretamente para a sua casa por uma pequena quantia em dinheiro, enquanto preserva todos os ingredientes ativos da levedura.

  • 8 copos de água

Recomenda-se utilizar água filtrada, se possível, mas água de torneira também pode ser uma opção viável. Algumas pessoas preferem usar água destilada, que contém menos contaminantes ou metais do que a água de torneira. A água destilada não é cara (por volta de 88 centavos de dólar por galão) e pode ser encontrada na maioria das farmácias ou das lojas de conveniência.

  • Meio copo de cana de açúcar orgânica ou mel puro

Sim, essa é uma das poucas vezes que te diremos para utilizar açúcar de verdade! A maior parte dele será “comido” pela levedura durante o processo de fermentação, assim sobrará muito pouco açúcar na receita no momento que você for consumi-la É muito importante utilizar cana de açúcar orgânica. Existem relatos de fermentação de kombucha utilizando mel puro, mas a maioria das fontes recomenda apenas a cana de açúcar.

  • 4 sachês de chá orgânico

Tradicionalmente, a kombucha é feita de chá preto, mas você também pode tentar com chá verde para ver qual você prefere.

  • 1 copo de kombucha previamente preparada

Você precisará comprar na primeira vez, ou conseguir um copo com um amigo que recentemente fez kombucha caseira. Para tentativas futuras, mantenha um copo reservado. Certifique-se de comprar apenas kombucha orgânica e não-pasteurizada. As variantes pasteurizadas não contém as culturas vivas apropriadas de que você vai precisar.

Instruções:

  1. Ferva a água em uma panela grande no fogão. Ao atingir a fervura, remova do fogo e adicione os sachês de chá e o açúcar, mexendo até o açúcar se dissolver.
  2. Deixe a panela em repouso por 15 minutos e então remova e descarte os sachês.
  3. Deixe a mistura esfriar até a temperatura ambiente (o que leva em média uma hora). Assim que ela tiver esfriado, adicione sua mistura de chá à jarra ou cumbuca grande. Adicione o seu disco SCOBY e um copo de kombucha previamente preparada.
  4. Cubra sua jarra ou cumbuca com o pano comum ou um pano de prato fino e tente manter o pano no lugar com um elástico ou alguma amarra. O importante é que o pano cubra a abertura da jarra e mantenha-se no lugar mas que seja fino o suficiente para que o ar passe.
  5. Deixe a kombucha em repouso por 7 a 10 dias, dependendo do sabor que você preferir. Menos tempo produz uma kombucha mais fraca com um sabor menos azedo, enquanto um período maior faz com que a kombucha fermente mais e tenha um gosto mais ácido. Algumas pessoas relatam fermentar a kombucha por até um mês antes de engarrafar, com ótimos resultados, então teste a mistura algumas vezes para ver se ela já atingiu o sabor certo e o nível de carbonatação que você gosta.

No geral, quanto mais quente for a sua casa, menos tempo a kombucha precisará para fermentar. Uma vez que você estiver satisfeito com o gosto, coloque a kombucha em garrafas menores de vidro (ou qualquer tipo de garrafa que caiba em sua geladeira) e leve à geladeira por até 24 horas para que ela resfrie e termine de carbonar. Quanto mais resfriada, mais gasosa ela será. Lembre-se que enquanto o processo de fermentação ocorre, você perceberá que o disco SCOBY vai “crescer” um segundo disco SCOBY. Muitas pessoas chamam o SCOBY que você comprou para fazer a kombucha a “mãe” SCOBY e o segundo que cresce, o “bebê”.

A mãe SCOBY estará localizada acima do bebê. Você pode utilizar o bebê recém-formado SCOBY para criar uma nova receita de kombucha, então você não precisa jogar fora o disco bebê. Guarde o SCOBY bebê em um pouco de kombucha pré-preparada em uma jarra de vidro sem utilizá-lo para que ele possa ser reservado para fazer uma nova receita quando você quiser. Ele ficará “ativo” por muitas semanas quando for guardado com um pouco de kombucha em temperatura ambiente em uma prateleira ou estante. Enquanto algumas pessoas preferem manter a mãe SCOBY junto com o bebê, outras preferem jogá-la fora assim que a kombucha terminar de fermentar. Manter o disco mãe não causou nenhum problema ou contaminação informados.

De acordo com algumas fontes, o disco mãe pode continuar fermentando novamente por até um mês após seu primeiro uso até que se torne inativo e que deva ser descartado. Fazendo Kombucha com Sabor A receita acima é para uma kombucha básica e sem sabor. Você pode tentar adicionar sabores únicos como suco de limão recém-espremidos ou suco de lima, além de “suco” de gengibre feito de gengibre batido com água, frutinhas batidas, laranja recém-espremida, ou sucos de cranberry ou romã. Você também pode usar outros sabores naturais e sem açúcar, mas certifique-se de que eles não incluem aspartame ou outro adoçante artificial. Nós recomendamos fazer isso depois que a kombucha já esteja fermentada e pronta para ser bebida, ainda que algumas pessoas prefiram adicionar os sabores à kombucha um dia ou dois antes de que esteja pronta para que o sabor seja intensificado. Ambas as formas parecem funcionar bem.

Outra coisa para se manter em mente é que a kombucha engarrafada e com sabor tende a ter mais açúcar do que a comum. Algumas marcas adicionam sabores com pouco açúcar, como limão, lima ou gengibre, que não aumenta o teor de açúcar, mas atente-se para os tipos que podem ser ricos em açúcar e que podem agravar os problemas de saúde.

Armazenando a Kombucha

Uma vez que sua kombucha caseira estiver pronta (ou que você tenha retornado da loja) é recomendado que você a guarde em uma garrafa ou jarra de vidro transparente com uma tampa firmemente fechada, preferivelmente que não seja de metal, se você tiver essa opção. Garrafas plásticas podem inchar ou endurecer e a cor de jarras tingidas pode afetar a bebida. Ao engarrafar a kombucha, deixe dois centímetros e meio ou menos de ar no topo da garrafa. Isso deve permitir uma quantidade apropriada de carbonatação. É importante que a garrafa nunca seja agitada ou a kombucha pode estourar o recipiente. Segure a tampa coma  sua mão inteira ao abrir para evitar que ela abra inesperadamente. Certifique-se de refrigerar sua kombucha quando estiver pronta para estender sua data de validade. Se você adicionar sabor, considere isso ao guardar a kombucha. Por exemplo, frutas frescas estragam dentro da kombucha muito antes da bebida.

Observações Finais

  • Kombucha existe há milênios, tida como um elixir de saúde milagroso (particularmente pelos chineses.)
  • Ainda que nada seja uma “cura milagrosa” para doenças, a kombucha tem uma gama de benefícios — graças às culturas vivas que possui.
  • Eu prefiro kombucha não-pasteurizada, já que a pasteurizada não contém os probióticos que a tornariam mais beneficial.
  • Os antioxidantes poderosos da kombucha contribuem para suas propriedades anti-inflamatórias, recuperadoras para o intestino e até mesmo de potencial anti-câncer.
  • Por causa de sua ação de apoio à saúde intestinal, a kombucha pode ajudar no alívio de problemas gastrointestinais, ajudar sua saúde mental e combater infecções bacterianas perigosas.
  • Beber kombucha pode ajudar a gerenciar diabetes, protegendo o fígado e mantendo um coração saudável.
  • Fazer sua própria kombucha é uma forma simples e barata de aproveitar os benefícios da kombucha todos os dias.
  • Para evitar qualquer efeito negativo, é recomendado que você comece bebendo quantidades bem pequenas de kombucha e que aumente gradativamente para quantidades maiores. A maioria das pessoas prefere começar com 250 a 500 ml por dia.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>